sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

PSM PUMA IFV. O moderníssimo veículo de combate de infantaria alemão.


FICHA TÉCNICA
Velocidade máxima: 70 Km/h.
Alcance máximo: 520 Km.
Motor: MTU V10 892 diesel e com 1070 hp de potencia.
Peso: 31,5 Toneladas (vazio) e 43 toneladas (totalmente pronto para combate).
Altura: 3,05 m.
Comprimento: 7,30 m.
Largura: 3,7 m
Tripulação: 3+6 soldados equipados.
Armamento: 1 canhão Rheinmetall MK-30-2 calibre 30 mm com 400 granadas; 1 metralhadora HK MG-4 cal 5,56X45 mm  com 2000 munições, 1 lançador duplo de mísseis EuroSpike LR e 6 lançadores de granadas fumigeneas de 76 mm.
Trincheira: 2 m
Inclinação frontal: 60º
Inclinação lateral: 30º
Obstáculo vertical: 0,70 m
Passagem de vau: 1,2 m.

DESCRIÇÃO
Por Carlos E.S Junior
O antigo veículo de combate de infantária Marder, projetado no começo dos anos 1970 já se mostrou inadequada para operar com segurança nos modernos campos de batalha, em especial em situação de guerra assimétrica devido a sua vulnerabilidade as mais recentes armas anti carro que vem surgindo nos teatros de operação (TO). Assim, no final dos anos 1990, o exército alemão (Bundeswehr) iniciou sua busca por um novo veículo que fosse bem mais resistente e que pudesse participar dos combates de forma mais eficaz, além, é claro, de transportar em segurança a infantaria. Uma joint venture entre a  Krauss-Maffei Wegmann (KMW) e Rheinmetall Landsysteme foi formada sob o nome Projekt System Management (PSM) que desenvolveu o novo veículo blindado que recebeu o nome de Puma (Panther).
Acima: O Marder não é adequado para operar no moderno ambiente de guerra moderna. Por isso o projeto do Puma trouxe uma viatura que se mostrou mais capaz em absolutamente todos os aspectos do desempenho e da capacidade de combate.
O Puma é considerado como o mais bem protegido veículo de combate de infantaria da atualidade. Seu projeto trouxe uma modularidade que permite adaptar o veículo a diversas situações, como por exemplo a incorporação de mais blindagens, novas armas e sensores. Porém, mesmo a blindagem básica dele já é admirável. No quadrante frontal, o Puma suporta impactos diretos de munição de canhão de 30 mm e nas laterais e traseira ele aguenta impactos de munição 14,5 mm, muito usado em metralhadoras pesadas dos países sob influencia russa. Essa proteção efetiva levou a um incremento no peso total do veículo que varia de 31,5 toneladas com a blindagem básica de fábrica, a 43 toneladas com todos os módulos de proteção extra,  o deixando com praticamente o peso de um MBT T-72. Ainda para sua proteção, o Puma emprega 6 lançadores de granadas fumigêneas (de fumaça) de 76 mm que produzem uma cortina de fumaça para facilitar manobras evasivas do veículo.
Acima: Nesta foto podemos ver um Puma com as placas modulares de blindagem extra. essa configuração torna o Puma, o veículo de combate de infantária mais bem protegido do mundo. 
O Puma possui um potente motor MTU V10 892 diesel e com 1070 hp de potencia que consegue acelerar todo o peso desse veículo a uma velocidade máxima de 70 km/h em estrada. Nada mau para um veículo que tem o peso de um MBT. Sua autonomia é de 520 km, o que se enquadra na média desse tipo de viatura. Na configuração básica, mas leve, o Puma pode ser transportado por uma aeronave de carga europeia A-400M Atlas, o que facilita sua implantação em caso de conflito.
As 6 rodas do Puma podem ser protegidas por uma saia blindada que pode ser acoplada ao veículo, o que permite uma maior chance de sobrevivência em caso de ser atacado por granadas propulsadas por foguetes (RPG), muito comuns nos campos de batalha de guerra assimétrica. O Puma não é uma viatura anfíbia, porém pode transpor rios com profundidade de 1,2 metros.
Acima: A estação de sensores WAO traz o telémetro a laser e a câmera térmica para o artilheiro do Puma poder fazer a visada dos seus alvos em qualquer situação de visibilidade e com alto nível de precisão.
O Puma está equipado com um periscópio estabilizado PERI com com capacidade para seis níveis de zoom e que fornece a imagem simultaneamente para displays do comandante e do artilheiro. isso ajuda na manutenção de uma melhor consciência situacional. O artilheiro do Puma conta, ainda, com uma estação WAO  equipada com uma câmera térmica com um telêmetro a laser que ajuda na visada do alvo antes do disparo.
O armamento do Puma é composto por um canhão estabilizado Rheinmetall MK-30-2 calibre 30x173 mm com carregador com capacidade de 200 granadas, e havendo mais 200 granadas estocadas dentro do veículo. Este canhão consegue uma cadência de 700 tiros por minuto com eficiência contra alvos a 3000 metros de distancia. As granadas  podem ser perfurantes de blindagem, incendiária ou de fragmentação tipo airburst onde um timer eletrônico programável detona a uma distancia específica do alvo para causar danos em uma área ao redor do ponto do alvo. O Puma é equipado com uma metralhadora coaxial HK MG-4 em calibre 5,56X45 mm com 1000 munições prontas para uso e mais 1000 armazenada dentro do veículo. O Puma pode ser armado com uma torre com dois mísseis EuroSpike  Spike LR cujo alcance chega nos 4000 metros e sua guiagem pode ser por infravermelho ou eletro-óptico (câmera CCD). Com esta arma, o Puma pode lutar contra carros de combate MBT ou destruir alvos fixos reforçados como bunkers.
Acima: O potente canhão Rheinmetall MK-30-2 em calibre 30 mm é capaz de fazer um sério estrago na maioria dos alvos que ficarem dentro de seu alcance. São transportadas 400 munições dessa arma.
O Puma foi adquirido pelo exército alemão em 350 unidades sendo todas já entregues e fora o país que o desenvolveu, ainda não foi exportado principalmente por ser uma viatura bastante cara tendo um preço unitário de U$ 7 milhões. Porém, por ser um produto de nova geração e de desempenho excelente, certamente será considerado em futuros programas de aquisição de material militar para substituir carros antigos como o Marder, M-113 ou mesmo os M-2 Bradley.
Acima: A saída e entrada da tropa se faz pela parte traseira como na maioria dos veículos ocidentais. O Puma transporta 6 soldados totalmente equipados além da tripulação de 3 homens.


ABAIXO TEMOS UM VÍDEO COM O PUMA EM AÇÃO.

Você gosta de tecnologia militar? Fique por dentro das atuais e futuras armas que estão em combate no campo de batalha. Siga o WARFARE no TwitterFacebook.

4 comentários:

  1. Boa matéria !
    Alguém saberia mais ou menos o preço deste veículo de combate ?
    Se alguém souber o preço médio dos outros da mesma categoria seria interessante.
    E apenas curiosidade que tive, pois sempre vejo comentários que veículos de combate são caros, mas quanto caros ? Está e minha dúvida, se alguém souber me responder desde já obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Esse IFV é melhor, mais poderoso e melhor protegido que a versão IFV do Armata ?

    ResponderExcluir
  3. Olá Jeferson.
    Obrigado pelo elogio. O custo unitário de um Puma está em U$ 7 milhões de dólares.
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. o brasil não peca apenas na qualidade de seus veículos militares , mas também na quantidade . mesmo comprando o mais barato , ainda compra pouco e isso não é bom . o brasil comprou 34 GEPARD 1A2 . podia ter sido uma compra melhor e mais quantidade .

    ResponderExcluir