segunda-feira, 13 de agosto de 2018

BARRETT M-82A1. Um monstro no calibre e no sucesso de mercado.

FICHA TÉCNICA
Calibre: .50BMG (12,7 mm) e 416 Barrett.
Operação: Recuo curto com ferrolho rotativo.
Comprimento: 1,45 m.
Comprimento do cano: 737 mm
Capacidade: 10 tiros no carregador mais um na câmara.
Mira: telescópica com aumento de 10X.
Peso: 12.9 Kg (vazia)
Velocidade do projétil: 854 m/seg (boca do cano)
Alcance efetivo: 1880 Mts (alcance balístico de 6000 a 7000 Mts)

DESCRIÇÃO
Por Carlos Junior
No universo das armas de fogo existem muitos modelos que fazem história e se tornam clássicas devido a sua confiabilidade, efetividade, inovação, e muitas vezes até beleza! Estão entre as armas que considero clássicas e históricas a Colt M-1911 cujo projeto do engenheiro John Moses Browning foi incontavelmente copiado por todos os grandes fabricantes do mundo e que mesmo depois de mais de 100 anos, a arma continua atual, operacional em muitas forças militares e policiais do mundo todo e vendendo muito bem no principal mercado de armas civis do mundo, o democrático Estados Unidos da América, onde as leis não são ridículas como na republica das bananas bem ao sul das Américas (espero não precisar desenhar para que reconheçam o país que estou me referindo). Outra arma clássica que certamente fará aniversário de 100 anos em operação é o filho prodigo de Mikhail Timofeevich Kalashnikov, o AK-47 e derivados, que levou a fama de ser um armamento extremamente confiável e robusto, com custo baixo e fácil manutenção. No começo dos anos 80s do século passado e em 1982 um engenheiro, Ronnie Barrett, fundador da Barrett  Firearms Manufacturing, apresentou ao mundo seu primeiro fuzil anti material, o M-82. era um exemplar inicial, porém, pouco mais tarde, em 1986, uma versão, a M-82A1, foco desta matéria, foi apresentada e se tornaria a mais popular arma anti-material do mundo.

Acima: A cria e seu criador. Ronnie Barrett, e seu principal produto, o M-82A1 em uma feira Shot Show nos Estados Unidos.

Acima: O M-82A1 é um monstro. Arma de elevado peso e dimensões, e ainda dispara uma munição extremamente poderosa.
A primeira característica básica para uma arma anti-material, é seu potente calibre. No caso aqui, a M-82A1 usa o "pornográfico" calibre .50 ou 12,7X99 mm NATO (Padrão OTAN). Uma munição que é muito comum em metralhadoras antiaéreas (daí vocês podem ter uma ideia do poder destrutivo dessa munição). A função do fuzil anti-material, e consequentemente, do M-82A1,é destruir pequenos veículos, antenas de radar, inutilizar uma aeronave em terra, e, ser usado como uma solução para matar snipers inimigos a distancias que superem as conseguidas pelos fuzis deles. O M-82 A1 tem precisão a disparos de até 1800 metros, quase o dobro do que se consegue com um fuzil em 7,62X51 mm (308 Winchester), e ainda sim, um projétil  calibre 12,7 mm, pode alcançar até incríveis 6800 metros (sem precisão, é claro). A energia da munição na boca do cano chega a 13971 lb (1424 kgf) de potência. Aqui, cabe eu dar um parâmetro de referência para o leitor entender o que significa isso. Um disparo da potente munição 7,62X51 mm tem a energia de 2675 lb (273 kg). Para nós, civis brasileiros, limitados ao mundinho do 380 ACP em pistolas semi automáticas, temos a energia de 200 lb (20 kg) de força. Acho que agora todos estão cientes do que eu quis dizer, quando usei o termo "pornográfico" no começo deste parágrafo. Embora o M-82A1 seja sempre lembrado por usar munição 12,7 mm, a Barrett disponibilizou a partir de 2006, uma munição desenvolvida por ela mesma, o também potentíssimo calibre 416 Barrett (10,6X83 mm) que produz um impacto de 1212 kg, pouco inferior ao 12,7 mm, porém, o 416 barrett é mais preciso a distancias maiores e tem a positiva característica de reter mais energia que o 12,7 mm a distancias maiores que 1000 metros. Outro ponto interessante é que em alguns mercados onde armas em calibre 12,7 mm é proibido, tem liberado o potente 416 Barrett, vai entender a mente dos legisladores né!
Acima: Neste infográfico podemos ver um M-107 que é a versão modificada do M-82A1 em uso pelo exército dos Estados Unidos. O cano desta versão tem sua alma reforçada com cromo para maior resistência.
O M-82A1 é uma arma de grande porte. Seu comprimento total é de 1,45 metro. Seu peso, como seu comprimento, também não é dos pequenos. São 12,9 kg (descarregada). Uma metralhadora M-60, famosa pelo exagero de seu peso, pesa 2 kg a menos que isso! Assim fica claro que o M-82A1 é uma arma para ser operada em missões especiais, onde há tempo bem determinado para conclusão da missão, pois a arma representa um inferno para transportar para um soldado que esteja em patrulha. Sua empunhadura é, virtualmente a mesma do fuzil M-16 em uso nas forças armadas norte americanas. Já sua coronha é básica, diria até "espartana", fixa, sem nenhuma regulagem. O M-82A1 tem em sua porção superior um trilho picatinny padrão MIL-STD-1913 para instalação de lunetas. A
parte de baixo do guarda mão, fica instalado um robusto bipé de aço. Esse acessório é fundamental para operar eficientemente o M-82A1, que com sua avantajada dimensões e elevado peso, se presta apenas a tiros apoiados.
O funcionamento do M-82A1 se dá pelo o sistema de recuo curto, onde o cano recua por um curto espaço, movimentando um ferrolho rotativo, que ejeta a capsula da munição deflagrada, e sua mola recuperadora, força o ferrolho a frente, alimentando mais uma munição a câmara para o próximo disparo. O recuo elevado, normalmente proporcionado por esta potente munição, é muito absorvido pelo freio de boca de alta eficiência montado na boca do cano. Para se ter uma ideia, os relatos sobre a sensação deste recuo, por alguns atiradores que usaram o M-82A1, informa que é algo comparável ao calibre 7,62X51 mm, ou pouco mais forte, mas nada que vá "deslocar" seu ombro no momento do disparo, como o estrondo do disparto desta potente arma possa sugerir. 
Embora seja uma arma para disparos de longa distancias, e que, sempre precisará de uma luneta para se conseguir melhores resultados, ainda sim, a arma é fornecida com um sistema convencional de miras composto por uma alça tipo dióptro e uma barra vertical como massa de mira.
 
Acima: O M-82A1 vem de fábrica em uma robusta mala aprova de água e desmontado para facilitar seu transporte.
O M-82A1 é, provavelmente, o mais popular fuzil anti-material do mercado. São nada mais, nada menos que 50 nações, incluindo o Brasil, a usar este potente armamento em suas tropas. Sua reconhecida confiabilidade, não havendo históricos de falhas em seu funcionamento, e um nível de precisão adequado, embora não seja a arma mais adequada para sniper, ajudarão a manter a M-82A1 em serviço por décadas a frente. Embora haja relatos de alvos humanos que foram atingidos por esse armamento a mais de 2000 metros no Afeganistão, a verdade é que ainda sim não se pode dar um tratamento a esta arma como arma de precisão, pois devido ao potente calibre, qualquer parte do corpo que o projétil atinja, o "alvo" estará destruído, diferentemente de um verdadeiro fuzil onde você consiga, efetivamente, acertar um ponto específico do corpo a elevadas distancias.
No mercado civil norte americano, o M-82A1 pode ser adquirido, e seu custo gira em torno de U$ 8900,00, bem salgado, diga-se de passagem, mas devemos lembrar se tratar de uma arma, efetivamente de "grosso calibre" como nossa imprensa irresponsável adora chamar qualquer coisa maior que um revolver calibre 38.

Acima: Aqui vemos uma equipe Ranger do Exército dos Estados Unidos (US Army) em Mogadíscio , Somália, em que um de seus membros está armado com um M-82A1.

Acima: Nessa foto podemos ver um M-82A1 CQ, com cano encurtado para 20 polegadas.


Acima: Militares das forças especiais do México com seus M-82A1.


Acima: Soldado da força de defesa de Israel em treinamento com seu M-82A1.



ABAIXO TEMOS UM VÍDEO COM O M-82A1.


Você gosta de tecnologia militar? Fique por dentro das atuais e futuras armas que estão em combate no campo de batalha. Assine nossa newsletter na barra direita do site e nos sigam nas redes sociais também! InstagranFacebook, MeWe e Twiter. Compartilhe nas suas redes sociais e ajude o WARFARE crescer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário