segunda-feira, 17 de julho de 2017

URALTRANSMASH 2S19 MSTA-S.O martelo de batalha da artilharia russa.


FICHA TÉCNICA
Tripulação: 5 homens.
Motor: Um motor V-84A com 840 hp.
Peso: 42 toneladas.
Comprimento: 11,91 m.
Largura: 3,38 m.
Altura: 2,98 m.
Autonomia: 500 km.
Velocidade: 60 Km/h em estrada.
Passagem de vau: 1,2 m
Obstáculo vertical: 0,50 m
Trincheira: 2,8
Inclinação frontal: 65º
Inclinação lateral: 40º
Armamento: Um canhão modelo 2A64  de 152 mm uma metralhadora NSV em calibre .50 (12,7X108 mm).
Alcance das granadas: Convencional: 45 km, Granada RAP: 62 km.

DESCRIÇÃO
Por Carlos E.S Junior
A capacidade de artilharia auto propulsada é um dos elementos mais importantes do campo de batalha pois garante poder de fogo contra áreas distantes, não raro a mais de 30 km e mobilidade para não depender de ser rebocado como um obuseiro comum, que acarreta na necessidade de maior tempo para preparo do armamento para ser empregado. A Rússia, desde a época da União Soviética, já dispunha de um arsenal de artilharia que lhe colocava entre os maiores usuários do mundo nessa categoria de armamento. Um dos mais recentes armamentos deste tipo no exército russo é o 2S19 MSTA-S que está em serviço desde 1989 depois de um período relativamente longo de desenvolvimento do projeto que se iniciou em 1980.

Acima: O antigo obuseiro autopropulsado SO-152 (2S3 Akatsiya) foi o sistema de artilharia que deu lugar ao novo 2S19 MSTA-S.
O 2S19 é um veículo particularmente de grandes dimensões e, consequentemente, bem pesado também. São quarenta e duas toneladas que um potente motor V-84A com 840 hp de potência empurram para frente a uma velocidade máxima de 60 km/h quando o veículo estiver em uma estrada. Cabe observar aqui que a potência deste motor representa o dobro de potência que o motor norte americano Detroit Diesel 8V71T, usado no obuseiro auto propulsado M-109A-6 Paladin, é capaz de fornecer. O chassis do veículo é baseado nos carros de combate MBT T-72 e T-80, sendo que a carroceria é mais semelhante ao do T-80. A autonomia em estrada do 2S19 chega a 500 km. Nada mal quando comparamos à autonomia de 335 km do T-80!
Acima: O obuseiro 2S19 representou uma evolução significativa na capacidade da artilharia móvel russa.
As chapas de blindagem do 2S19 são relativamente finas e fornecem proteção contra armas leves (munições até 7,62mm) e estilhaços de granadas. Internamente, porém, o veículo foi projetado com proteção para sua tripulação em ambientes nucleares, biológicos e químicos (NBQ). Além disso, o 2S19 possui um sistema automático de extinto de incêndios caso algum armamento inimigo atingir a viatura. Outro recurso de proteção que está integrado ao 2S19 são três lançadores de fumaça de cada lado da torre que produzem cortinas de fumaça para dificultar o engajamento do veículo pelos sistemas de mira inimigos.
Acima: Aqui podemos ver o lançador de fumaça em operação. este sistema permite dificultar o máximo a visada inimiga contra o veículo criando uma cortina de fumaça.
Embora, inicialmente, o obuseiro autopropulsado 2S19 não estivesse equipado com um sistema de posicionamento global GLONASS (equivalente ao GPS norte americano), as versões modernizadas do veículo, chamada de 2S19M1, receberem computadores de tiro integrados a um sistema deste tipo baseado no GLONASS. O armamento principal é um obus 2A64 em calibre 152 mm que é alimentado por um recarregador automático que permite uma cadência de 8 tiros por minuto e pode operar todos os tipos de granadas do calibre 152 mm que a Rússia produz. O alcance varia conforme a munição usada, de forma que a granada de alto explosivo HE possui alcance de 24,7 km. Com projétil assistido por foguete RAP, o alcance aumenta para 28,9 km. O canhão 2S64 é capaz de disparar o projétil guiado a laser 30F39 Krasnopol , que tem alcance de 20 km, porém, com capacidade de atingir um carro de combate inimigo, mesmo se ele estiver em movimento a velocidade de até 36 km/h
Acima: O canhão 2S64 em calibre 152 mm usado no 2S19M pode empregar todos os tipos de granadas fabricadas na Rússia. O alcance das granadas varia de 24,7 a 28,9 km dependendo do tipo.
O 2S19 tem capacidade de armazenar 50 granadas de 152 mm o que lhe garante uma boa persistência de combate. Para exportação, a Uraltransmash disponibiliza um canhão ocidental L-55 em calibre 155 mm conhecida como 2S19M-155. O armamento secundário é representado por uma metralhadora pesada NSV em calibre .50 (12,7X108 mm) controlada remotamente de dentro do veículo e capaz de uma cadência de 800 tiros por minuto. Esta metralhadora tem alcance de 2000 metros contra alvos de superfície e 1500 metros contra alvos aéreos e a arma está alimentada com 300 munições para pronto emprego.
Acima: O armamento secundário de todas as versões do veículo 2S19M (na foto um 2S19M2) é a metralhadora pesada NSV, controlada remotamente, de dentro do veículo. esta arma dispara munição calbre 12,7X108 mm (.50).
O obuseiro auto propulsado 2S19 substituiu o antigo veículo 2S3 Akatsia  e elevou a capacidade da artilharia russa em alcance, precisão, persistência de combate e cadência de tiro. Embora a Rússia já tenha um veículo mais moderno em desenvolvimento conhecido como 2S35  Koalitsiya-SV, o fato é que o 2S19 continuará a ser um sistema de artilharia com desempenho superior a de muitos sistemas similares. Atualmente, os russos contam com quase 500 unidades desse moderno obuseiro auto-propulsado e a produção ainda continua. Além dos russos, mais sete nações, incluindo a Venezuela, nossa vizinha do norte, opera este veículo.
Acima: Nesta foto podemos ver dois obuseiros 2S19M1 posicionados em uma trincheira, que permite reduzir a exposição em altura do veículo.


VÍDEO


Você gosta de tecnologia militar? Fique por dentro das atuais e futuras armas que estarão em combate no campo de batalha. Siga o WARFARE no TwitterFacebook.

3 comentários:

  1. Olá, Carlos.
    Parabéns pela postagem.
    Esse obus tem capacidades iguais ou superiores ao M109A5 do EB?
    Só uma observação, na ficha técnica o canhão 2A64 tá descrito como sendo de 155mm.
    Vlw

    ResponderExcluir
  2. Olá! Obrigado pela congratulação e pela coerreção da informação da ficha técnica. Foi um erro de digitação e atenção da minha parte. O 2S19 tem alcances similares para as granadas convencionais. Mas o russo supera em precisão, uma vez que pode fazer uso de granadas guiadas por laser 30F39 Krasnopol.

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. O M109 a6 é mais leve.Só não sei se municiado.
    Existe um upgrade que muda o motor, caixa de velocidades e sistema de carregamento automatico.
    http://www.army-technology.com/projects/paladin/

    ResponderExcluir