segunda-feira, 26 de julho de 2021

GALERIA: Snipers do 35º Regimento de Infantaria de Belfort


Por Filipe do A. Monteiro, Warfare Blog, 26 de julho de 2021.

Demonstração de snipers (tiréurs d'élite) do 35e RI de Belfort, armados com o fuzil FR F2; um fuzil de precisão FR F2 (Fusil à Répétition modèle F2 / Fuzil de Repetição modelo F2) que é uma evolução do FR F1 com novo cano, nova luneta e novo bipé. Uma das principais melhorias do FR F2 é que o cano do fuzil é protegido termicamente por uma cobertura de polímero. Seu cano é de flutuação livre (para evitar vibrações) e está equipado com um quebra-chama.

O sistema do FR F1 e F2 foi projetado em torno de um grupo de ferrolho e ação aprimorados do venerável MAS M1936, reforçados e redesenhados para garantirem melhor precisão. O FR F2 (assim como o predecessor FR F1) é um fuzil sniper muito preciso, devido à sua qualidade, alças helicoidais de trancamento traseiro que movem o ferrolho para frente durante o fechamento para obter um assento ideal do cartucho, cano flutuante e freio de boca/estabilizador eficiente combinado que amortece as vibrações do cano.


O 35º Regimento de Infantaria (35e régiment d'Infanterie, 35e RI) é um regimento de infantaria do Exército francês. Suas origens remontam à formação do régiment de Némond em 1604 por um membro da pequena nobreza da Lorena cujo sobrenome era Némond. Durante a Primeira Guerra Mundial, foi apelidado de As de Trèfle (Ás de Paus). Estabelecido em Belfort desde 1873, é o regimento com guarnição mais antigo da França.

Figuras notáveis que serviram com o regimento ou seus antecessores incluem os irmãos Louis e Auguste de Keralio (de 1734 a 1749), o guerrilheiro franco-alemão Jean Chrétien Fischer líder dos Chasseurs de Fischer (criados em 1743), Étienne-Charles de Damas-Crux (segundo no comando do régiment d'Aquitaine em 3 de outubro de 1779), o cantor Maurice Chevalier (em 1913) e o General René Imbot, veterano de Bir Hakeim e da Indochina, e comandante do 35e RI de 1969 a 1971.
















História dos fuzis de precisão FR-F1 e FR-F2:
Entrevista com Henri Canaple


Bibliografia recomendada:

Out of Nowhere:
A History of the Military Sniper.
Martin Pegler.

Leitura recomendada:





Nenhum comentário:

Postar um comentário