domingo, 14 de fevereiro de 2021

GALERIA: Lavagem Ghillie na escola de snipers no Fort Benning

Por Filipe do A. MonteiroWarfare Blog, 14 de fevereiro de 2021.

Em 10 de fevereiro, 35 alunos do curso sniper do Exército Americano no Fort Benning, na Geórgia, foram fotografados durante a instrução do uso da camuflagem ghillie (apelidada no Brasil de "nega maluca") em uma tradição chamada "Ghillie wash", literalmente "lavagem da ghillie", onde os alunos vão passar por lama, areia e todo o tipo de maus tratos. Os alunos passam semanas produzindo seus próprios trajes ghillie, e o exercício visa testar a resistência dos trajes e dos homens. O rito de passagem foi fotografado pelo fotógrafo do exército Patrick A. Albright, do Centro de Manobras para Excelência e Relações Públicas de Fort Benning.

Os trajes Ghillie são uma espécie de camuflagem artificial que os atiradores criam afixando juta, barbante e tiras de outros materiais em um uniforme de lona. No campo, a vegetação é adicionada para quebrar ainda mais o contorno do atirador, tornando-os mais difíceis de detectar, fazendo com que eles se misturem ao ambiente.

Alunos durante o exercício de aquecimento no asfalto.

Esses trajes foram criados na Primeira Guerra Mundial de forma difusa pelos diferentes combatentes, e o seu nome atual "ghillie suit" deriva dos trabalhadores campesinos da Escócia, chamados Ghillies, e que na vida civil serviam como guarda-caça, guias florestais e outras funções que envolviam a vida em terreno rude e desprovido de civilização no interior das Terras Altas da Escócia; equivalente ao capiau, gaúcho ou jagunço do Brasil. Eles foram empregados pelo Exército Britânico na Segunda Guerra dos Bôers como snipers, e na Primeira Guerra Mundial criaram o traje ghillie quando da criação da primeira escola de snipers do Exército Britânico.

A habilidade de um sniper, vestido em um traje ghillie, de manobrar pelo terreno e eliminar alvos sem ser detectado foi imortalizado em uma cena do filme Perigo Real e Imediato (Clear and Present Danger1994), de Tom Clancy, quando o sniper Domingo "Ding" Chavez (Raymond Cruz) passa pela pista em meio a instrutores procurando por ele.

Rola pra esquerda, rola pra direita.












Bibliografia recomendada:

Out of Nowhere:
A History of the Military Sniper,
Martin Pegler.

Leitura recomendada:


Nenhum comentário:

Postar um comentário