quinta-feira, 16 de agosto de 2018

CESKA ZBROJOVKA SKORPION EVO 3 A1 - Mais uma grande concorrente para a hegemonia alemã em submetralhadoras.

FICHA TÉCNICA
Tipo: Submetralhadora.
Sistema de operação: Blowback.
Calibre: 9X19 mm.

Capacidade: Carregadores de 20 e de 30 munições.
Peso: 2.1 Kg (vazio) 2.77 Kg (carregado)
Comprimento Total: 66 cm (Extendida), 41 cm (coronha rebatida)
Comprimento do Cano: 7,72 polegadas .
Miras: Massa fixa; Alça regulável. Miras opticas de varios tipos podem ser instalados nos trilhos de acessórios em cima da arma, assim como apontadores laser e lanternas nos trilhos laterais.

Cadência de tiro: 1100 tiros por minuto
Velocidade na Boca do Cano: 366 m/seg.

DESCRIÇÃO
Por Carlos Junior 
A empresa Ceska Zbrojovka, ou apenas CZ, como é mais conhecida, com sua tradição em desenvolver e produzir armas de fogo de qualidade reconhecida dos quatro cantos do mundo, está produzindo uma nova submetralhadora que pode ser a primeira real ameaça a hegemonia da quase onipresente HK MP-5 de fabrico alemão, já descrita nas paginas do Full Metal Jacket blog. Essa nova submetralhadora foi batizada de Skorpin EVO 3 A1. O nome Skorpion foi aproveitado devido ao sucesso de um de seus mais conhecidos produtos, a pistola metralhadora Skorpion Vz-61 em calibre 7,65X17 mm, lançada no mercado em 1959. A história da Skorpion EVO 3, porém, não começou dentro da CZ. Na verdade nem na Republica Checa. A Skorpion começou a tomar forma no país vizinho, a Eslováquia, sob o nome Laugo LG 205. A CZ viu e gostou do projeto e adquiriu o direito da patente em 2007 para desenvolver a arma e a produzir, criando a Skorpion EVO 3 A1. Para completar, em 2009, o engenheiro eslovaco Ján Lučanský, um dos pais do projeto da Laugo, foi contratado pela CZ para liderar o desenvolvimento da EVO 3, refinando o projeto. 
Acima: A submetralhadora eslovaca Laugo LG 205A foi a base do desenvolvimento da submetralhadora checa CZ Skorpion EVO 3 A1, mostrada abaixo.
A EVO 3 tem suas partes externas em polímero, seguindo com a tendência atual visando a diminuição de seu peso frente a armas de projetos mais antigos como a MP-5. Até mesmo seu carregador de 30 munições é de plastico translucido, que além de ser mais leve, facilita a consciência do operador sobre a quantidade de munição disponível. Sua coronha, também em polímero, é do tipo retrátil (telescópica como preferem alguns) e rebatível. Outro ponto a ser observado é que a coronha também é totalmente removível o que a tornaria uma pistola metralhadora, e que facilita seu transporte por tornar bastante compacta. 

Acima: Aqui podemos ver uma EVO 3 com a coronha rebatida. Notem que a arma fica extremamente compacta nessa configuração. 
A EVO 3 opera através do confiável sistema blowback, perfeitamente adequado a calibres de menor potencia como o 9X19 mm Parabellum de pistola, amplamente usado em submetralhadoras da maioria dos países atualmente. Com este sistema, a arma possui uma cadência de tiro, quando em regime totalmente automático, de 1100 tiros por minuto, aproximadamente. Além disso, a EVO 3 tem seletor de tiro para rajadas curtas de 3 tiros ou disparos em semi automático também. A alavanca de manejo do ferrolho, montada na parte de cima do guarda mão é, assim como todas as teclas de comando da arma, ambidestro sendo, assim, fácil de operar por pessoas destras ou canhotas.
A EVO 3 não foi produzida, por enquanto, em outro calibre, como o 40 S&W que muitos departamentos de polícias do mundo todo, incluindo o Brasil, tem adotado, porém, não se pode descartar que a CZ deixe de lançar uma variante em calibres diferentes em um futuro de curto prazo.

Acima: Além das forças armadas da República Checa, a força policial deste país também estão equipados com a moderna EBO 3.
A CZ EVO 3 é um arma ligeiramente mais compacta que a líder do mercado, a HK MP-5, e seu cano tem cerca de uma polegada a menos também, porém, em nada se perde em desempenho balístico nas distancias preconizadas para esse tipo de armamento. A arma da CZ já vem equipada com trilhos padrão picatinny nas laterias do guarda mão e em sua parte de baixo, e um trilho de maiores dimensões na parte superior da arma. Por isso, a instalação de miras ópticas, lanternas apontadores laser e mesmo, a manopla de manejo pode ser montado no guarda mão para facilitar seu uso em ambientes menores, como corredores dentro de edificações.
Para o mercado civil, nos países efetivamente democráticos, a CZ produziu uma versão da EVO 3 é não dispara em rajada, sendo, portanto, considerada uma carabina. O modelo se chama Skorpion EVO 3 S1 e a unica diferença em relação a versão A1 é a ausência do recurso de rajada. Atualmente a Skorpion EVO 3 é usada pelas forças armadas e policiais da República Checa, Egito, Indonésia, Malaysia, Servia e Tailândia. Possivelmente, em um futuro próximo, o Brasil venha a se tornar um cliente desta moderníssima submetralhadora uma vez que a CZ está em processo de instalação em Santa Catarina.

Acima: Nesta foto podemos ver uma EVO 3 mostra toda sua flexibilidade de uso de acessórios como um supressor de ruido, lanterna tática, mira holográfica e carregador extra.


ABAIXO TEMOS DOIS VIDEOS COM A SKORPION EVO 3A1.


Você gosta de tecnologia militar? Fique por dentro das atuais e futuras armas que estão em combate no campo de batalha. Assine nossa newsletter na barra direita do site e nos sigam nas redes sociais também! InstagranFacebook, MeWe e Twiter. Compartilhe nas suas redes sociais e ajude o WARFARE crescer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário