quinta-feira, 16 de agosto de 2018

HECKLER & KOCH HK-416/ 417. As aparências enganam


FICHA TÉCNICA
Tipo: Fuzil de assalto.
Miras: Alça e massa dobráveis e removíveis, Miras refflex, ópticas ou lunetas.
Peso: 3,31 kg com cano de 10,5 pol; 3,5 kg com cano de 14,5 pol ; 3,81 kg com cano de 16,5 pol; 4,15 kg com cano de 20 polegadas/ HK-417: 4,39 kg
Sistema de operação: A gás com ferrolho rotativo
Calibre:  HK-416: 5,56 X 45 mm (223 remington), HK-417: 7,62X51 mm
Capacidade: 10,20 e 30 munições (carregadores de outras marcas com 50/ 60 ou 100 munições podem ser usados.)
Comprimento Total: 70,9 cm com cano de 10,5 pol e coronha estendida 80,5 cm; 79,7 com cano de 14.5 e coronha estendida 89,3cm; 84,8 cm com cano de 16,5 e coronha estendida 94,4 cm; 93,4 com cano de 20 e coronha estendida 103 cm.
Comprimento do Cano: 10,5/ 14,5/ 16,5/ 20 polegadas . HK-417: 13 polegadas
Velocidade na Boca do Cano: 800 m/seg no cano com 10,5 pol; 830 m/seg com cano de 14,5 pol; 900m/seg com cano de 20 pol.
Cadência de tiro: 850 a 900 tiros/ min

DESCRIÇÃO
Por Carlos Junior
A Heckler & Koch (HK) desenvolveu o fuzil HK-416 para preencher uma solicitação do Delta Force, tropa de operações especiais do Exército dos Estados Unidos, para um novo fuzil que substituísse as carabinas M-4 nas mãos de sua infantaria. Assim, os engenheiros da HK aproveitaram a experiência e competência em modernizar armamentos de outros fabricantes como o mostrado na modernização dos fuzis Bullpup SA-80 do exercito britânico e executaram um trabalho de melhorias no fuzil tipo AR-15/ M-16/ M-4, extremamente difundido no ocidente e assim disponibilizar um armamento mais confiável e com desenho bem conhecido no mercado norte americano. As soluções mecânicas usadas para este projeto foram desenvolvidas, originalmente para o fuzil G-36 e XM-8 que concorria para substituir o M-16 no exército dos Estados Unidos em uma concorrência que acabou sendo cancelada. O resultado foi a criação de um dos 3 melhores fuzis de assalto do mundo atualmente.
Acima: A carabina M-4 acima e logo a baixo, uma das primeiras versões do HK-416. Não há como negar a semelhança, mas há detalhes já na parte externa que mostram a evolução da ergonomia na arma alemã.
O que parece ser mais um clone do M-16, hoje fabricado por inúmeras industrias de armamentos e com qualidades diferentes, na verdade é um novo armamento. Originalmente chamado HK M-4, em referência ao modelo curto do M-16, as mudanças mecânicas justificaram a mudança do nome para HK-416, evidenciando que se trata de uma nova arma. O numero “416” é uma referencia ao M-4 e M-16 ou 4 seguido de 16.
A HK substituiu o sistema original de funcionamento do modelo AR-15 de tomada de gases por um mecanismo similar ao usado no seu excelente fuzil G-36, já descrito por este blog, que consiste em tomada de gases com o pistão que opera com recuo curto e trancamento por ferrolho rotativo usando o formato com 7 ressaltos tornado o funcionamento do fuzil muito mais confiável e que ainda opera de forma limpa, sem contaminar com resíduos de pólvora o mecanismo de disparo e ainda evitando o superaquecimento da arma. O resultado foi que o novo fuzil HK-416 demonstrou essa maior confiabilidade que à encontrada no AR-15 original, não tendo limitação de disparo embaixo da água ou sob condições de sujeira extrema, situações essas em que o AR-15 se mostrou limitado. Para se ter uma ideia o intervalo requerido entre as desmontagens de limpeza aumentaram para 15000 tiros, o que pode ser considerado extremamente bom. O HK-416 possui uma cadência de 850 a 900 tiros por minuto, e sua tecla de seleção de regime de disparo possui as posições safe (travado), semi auto (tiro a tiro) e full (rajada).
Acima: O HK-416 possui uma cadência de 850 tiros por minuto, aproximadamente, e seu mecanismo permite a arma operar perfeitamente, mesmo extremamente suja, como mostrada abaixo.
Em demonstrações feitas pela Heckler & Koch, o HK-416 mostrou que, mesmo enterrado em areia fina com o ferrolho aberto e sem carregador, o que impregna o mecanismo de areia, a arma era carregada e disparava os 30 tiros em regime automático até o fim do carregador sem apresentar nenhuma falha ou nega de tiro. Esse teste é muitas vezes demonstrado para os possíveis clientes do HK-416, sempre causando grande admiração pela perfeição mecânica do sistema.
O desenho do HK-416 é virtualmente aquele encontrado nos fuzis da linha do AR-15, como o M-16 e carabina M-4, porém são visíveis algumas melhorias significativas na ergonomia da empunhadura e na telha onde se pode ver trilhos picatinny em todos os lados, facilitando a montagem de acessórios, como lunetas, miras holográfica, lanternas e apontadores laser, característica essa, encontrada em todos os novos fuzis de assalto. Ainda existe a possibilidade de se instalar um lançador de granadas HK AG-36 em calibre 40 mm, também usado integrado a o G-36.
Acima: O ferrolho com trancamento rotativo com 7 ressaltos permite um funcionamento seguro para o HK-416.
Hoje existem diversas versões do HK-416 que podem ser adquiridos em diversos tamanhos e com coronhas especificas ao gosto do cliente, demonstrando uma modularidade superior à encontrada no AR-15 original.  Uma versão maior do HK-416 é o HK-417 fabricado no muito mais poderoso calibre 7,62 X 51 mm (308 Winchester). O HK-417 opera com o mesmo sistema de funcionamento com a tomada de gases com recuo curto e trancamento por ferrolho rotativo. Existe uma necessidade do mercado por fuzis em calibre 7,62 mm devido a seu maior poder de parada além de precisão a distancias maiores, sendo que hoje podemos ver o reaparecimento de armas nesse calibre. O fuzil AR-10 em calibre 7,62 mm, que precedeu o AR-15 voltou para a produção, assim como o FAL é fabricado em versões atualizadas e comercializada no mercado norte americano. A venda dessas armas tem aumentado a cada ano mostrando um renascimento do interesse por esse calibre.
É interessante notar que o cano do HK-416 e 417 são flutuantes, não tendo contato com o guarda mão, o que torna seus disparos mais precisos que os efetuados pelos antigos M-16/ M-4. Uma outra versão que está em uso do HK-416 para fins militares é o M-27 IAR (Infantry Automatic Rifle) que é usado pelo corpo de fuzileiros navais dos Estados Unidos (USMC) em substituição a metralhadora leve M-249.
Acima: O fuzil HK-417 em calibre 7,62X51 mm é a versão "heavy" do HK-416. A polícia federal do Brasil é uma forças policiais do mundo que faz uso dessa excelente arma.
Acima: O fuzil M-27 IAR é uma variante do HK-416 desenvolvido para requisitos dos "Marines" americanos para substituir a metralhadora leve M-249.
Embora seja evidente que o HK-417 seja uma versão do HK-416, as peças não são intercambiáveis, ou seja, não existe a capacidade de se trocar os calibres só trocando peças de primeiro escalão. O fuzil HK-417 é usado por muitas forças policiais, e no Brasil, especificamente, a Polícia federal faz uso desta excelente arma. Esta família de fuzis pode ser vista nas mãos do Delta Force dos Estados Unidos, US Navy SEALs, Varios grupos da SWAT de diversos estados norte americanos, e forças de elite de muitos outros países europeus e asiáticos.
Outro forte mercado do HK-416 é o mercado civil norte americano, em que ele é vendido sob o nome de MR556A1 em calibre 5,56X45 mm e MR762A1. Como são versões direcionadas ao público civil, elas só operam em regime de fogo semi automárico, e devido a alta qualidade de seus componentes, é vendida a preços salgados (cerca de U$ 3300,00 dólares). Para se ter uma noção melhor do quanto caro é isso naquele mercado, basta comparar com a mais moderna variante do AR-15 civil fabricado pela Colt, chamado LE 6920, que custa, cerca de U$ 1500,00 dólares) e ainda sim, é uma arma de muito boa qualidade também.
Acima: Um operador SEAL com seu HK-416.

Abaixo: Algumas das principais versões da família HK-416.

Abaixo: Algumas configurações do HK-417.

ABAIXO PODEMOS ASSISTIR A UM VÍDEO COM O HK-416.


Você gosta de tecnologia militar? Fique por dentro das atuais e futuras armas que estão em combate no campo de batalha. Assine nossa newsletter na barra direita do site e nos sigam nas redes sociais também! InstagranFacebook, MeWe e Twiter. Compartilhe nas suas redes sociais e ajude o WARFARE crescer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário