sexta-feira, 6 de agosto de 2021

FOTO: Tropas soviéticas em Bratislava

Coluna militar soviética em Bratislava, agosto de 1968.
O bar de Yalta é visível ao fundo.

Por Filipe do A. Monteiro, Warfare Blog, 6 de agosto de 2021.

A invasão da Tchecoslováquia pelo Pacto de Varsóvia, oficialmente conhecida como Operação Danúbio, foi uma invasão conjunta da Tchecoslováquia por quatro países do Pacto de Varsóvia - União Soviética, Polônia, Bulgária e Hungria - na noite de 20-21 de agosto de 1968. Aproximadamente 500.000 tropas do Pacto de Varsóvia atacaram a Tchecoslováquia naquela noite, com a Romênia e a Albânia se recusando a participar. As forças da Alemanha Oriental, exceto por um pequeno número de especialistas, não participaram da invasão porque receberam ordens de Moscou para não cruzar a fronteira com a Tchecoslováquia poucas horas antes da invasão. Durante a ocupação, foram mortos 137 civis tchecoslovacos e 500 ficaram gravemente feridos.

A invasão interrompeu com sucesso as reformas de liberalização da Primavera de Praga de Alexander Dubček e fortaleceu a autoridade da ala autoritária dentro do Partido Comunista da Tchecoslováquia (KSČ). A política externa da União Soviética durante esta época era conhecida como a Doutrina Brezhnev, que proclamava qualquer ameaça ao domínio socialista em qualquer estado do bloco soviético na Europa Central e Oriental era uma ameaça para todos eles e, portanto, justificava a intervenção de outros estados socialistas. A doutrina também afirmava a inevitabilidade do comunismo e que o recuo diante do "progresso" do socialismo era inaceitável. As referências ao "socialismo" significavam o controle pelos partidos comunistas leais ao Kremlin. A doutrina continuou em vigor até a sua repudiação por Mikhail Gorbachov.


O então tenente soviético Vladmir Rezun, conhecido como Viktor Suvorov, participou da invasão. Mais tarde, ele se tornou um espião do GRU e desertou para o Ocidente em 1978. Seu primeiro livro foi "Os Libertadores: Minha Vida no Exército Soviético" (The Liberators: My Life in the Soviet Army1981), que narrou sua experiência na operação. Seu comandante e mais tarde patrono, o General Gennady Obaturov, recebeu a medalha da Ordem da Bandeira Vermelha por ter reprimido a rebelião da Tchecoslováquia; mais tarde, ele aconselharia o Exército Popular Vietnamita, inclusive durante a Guerra Sino-Vietnamita de 1979.


Pilha de fuzis tchecoslovacos vz. 58 tomados pelos soviéticos quando desarmaram o exército tchecoslovaco.

Embora a maioria do Pacto de Varsóvia apoiasse a invasão junto com vários outros partidos comunistas em todo o mundo, as nações ocidentais, junto com a Albânia, Romênia e particularmente a China condenaram o ataque, e muitos outros partidos comunistas perderam influência, denunciaram a URSS ou se dividiram ou se dissolveram devido a opiniões conflitantes.

Na República Democrática Alemã (RDA), que já havia sofrido uma invasão soviética em 1953, a invasão despertou descontentamento principalmente entre os jovens que esperavam que a Tchecoslováquia pavimentasse o caminho para um socialismo mais liberal. No entanto, protestos isolados foram rapidamente interrompidos pela Volkspolizei e pela Stasi (a KGB da Alemanha Oriental).

O mais vocal dos opositores à invasão foi o Conducător Nicolae Ceauşescu, da Romênia comunista.


Na República Socialista da Romênia, que não participou da invasão, Nicolae Ceauşescu, que já era um ferrenho oponente da influência soviética e já havia se declarado do lado de Dubček, fez um discurso público em Bucareste no dia da invasão, descrevendo as políticas soviéticas em termos severos. Esta resposta consolidou a voz independente da Romênia nas duas décadas seguintes, especialmente depois que Ceauşescu encorajou a população a pegar em armas para enfrentar qualquer manobra semelhante no país.

A Guarda Patriótica foi formada em 1968, após o discurso de 21 de agosto em Bucareste, através do qual o Secretário Geral do Partido Comunista Romeno e Presidente do Conselho de Estado, Nicolae Ceaușescu, condenou a supressão da Primavera de Praga pelas forças soviéticas e do Pacto de Varsóvia. Ceaușescu apelou ao anti-sovietismo dentro da população em geral para pedir resistência contra a ameaça percebida de uma invasão soviética semelhante contra a própria Romênia. Os temas nacionalistas que ele usou tiveram seu efeito imediato em reunir grande parte do público, que começou a se organizar e a armarem-se sob a direção do Partido Comunista Romeno (PCR).

Por que a Romênia não aderiu à invasão da Tchecoslováquia em 1968?


Bratislava: de pequena vila à cidade conhecida internacionalmente

A cidade de Bratislav atingiu fama internacional quando foi mencionada no filme de comédia EuroTrip (2004), sendo apresentada como um cidade empobrecida e caindo aos pedaços, uma relíquia do bloco soviético, e com uma moeda extremamente fraca; com os protagonistas vivendo como reis com apenas 1 dólar e 83 centavos americanos.


Como qualquer natural de Bratislava rapidamente apontará para o interlocutor, Bratislava é muito mais bonita do que mostrado no filme, e muito mais cara.

Bibliografia recomendada:

The Liberators:
My Life in the Soviet Army.
Viktor Suvorov.

Leitura recomendada:

Preocupações do Pacto de Varsóvia: A Polônia e Alemanha Oriental não eram exatamente os melhores dos "aliados", 8 de abril de 2020.


FOTO: Fuga de Berlim Oriental, 2 de setembro de 2020.


Nenhum comentário:

Postar um comentário