terça-feira, 14 de julho de 2020

Mar da China Meridional: Pequim amplia seu alcance militar e econômico


Da Al-Jazeera, 11 de julho de 2020.
Tradução Filipe do A. Monteiro, 14 de julho de 2020.

A China aumentou drasticamente seu orçamento de defesa nos últimos 10 anos. Além disso, a Nigéria se prepara para exportar gás.

No alto do Himalaia, a China tem exercido sua presença com efeitos mortais. No mês passado, 20 soldados indianos foram mortos em combate corpo-a-corpo em um território disputado ao longo da fronteira sino-indiana.



O impasse entre os dois vizinhos nucleares é apenas o mais recente passo de Pequim para usar seu crescente poder econômico em disputas políticas e territoriais.

O presidente da China, Xi Jinping, ampliou o alcance do país no Mar da China Meridional, aumentando os gastos com defesa de US$ 143 bilhões em 2010 para US$ 261 bilhões em 2019, segundo dados do Instituto Internacional de Pesquisa de Paz de Estocolmo.

Alex Gatopoulos, da Al Jazeera, examina mais de perto as ambições navais da China e conversamos com Collin Koh, pesquisador do Instituto de Estudos Estratégicos e de Defesa da Escola de Estudos Internacionais S Rajaratnam, sobre a reivindicação de Pequim ao Mar da China Meridional.

Também no Counting the Cost: os países produtores de petróleo estão se ajustando ao novo normal em meio à pandemia. Há muito tempo em desenvolvimento, a Nigéria abriu as torneiras de um gasoduto de US$ 2,8 bilhões, que espera criar empregos e reduzir sua dependência do petróleo.

Original: https://www.aljazeera.com/programmes/countingthecost/2020/07/south-china-sea-beijing-extends-military-economic-reach-200711120853127.html

Bibliografia recomendada:



Leitura recomendada:

EUA rejeitam quase todas as reivindicações chinesas no Mar da China Meridional13 de julho de 2020.

O mesmo de sempre: o oportunismo pandêmico da China em sua periferia, 20 de abril de 2020.

O fim da visão de longo prazo da China6 de janeiro de 2020.

Os EUA precisam de uma estratégia melhor para competir com a China - caso contrário o conflito militar será inevitável5 de fevereiro de 2020.

Fuzileiros navais da China: menos é mais30 de junho de 2020.

GALERIA: Salto paraquedista dos fuzileiros navais chineses9 de julho de 2020.

Quer entender a história chinesa? Estes 5 eventos são a chave6 de janeiro de 2020.

Nenhum comentário:

Postar um comentário