terça-feira, 17 de março de 2020

O exército tailandês ainda ama o sucessor do Kübelwagen


Por Robert BeckhusenWar is Boring, 24 de janeiro de 2018.
Tradução Filipe do A. Monteiro, 18 de novembro de 2019.

O Tipo 181 da Volkswagen era um transporte da Guerra Fria.

Em 18 de janeiro de 2018, o Exército Real Tailandês desfilou em Bangcoc como parte do Dia anual do exército real. O evento contou com muitos exemplos do equipamento militar da Tailândia, incluindo tanques, artilharia, lançadores de mísseis antiaéreos e veículos blindados de combate.

Dirigindo no desfile havia jipes discretos de aparência estranha transportando oficiais superiores. Um olhar mais atento pode notar uma semelhança com o Kübelwagen, ou "carro banheira", um veículo utilitário leve e de aparência pateta produzido pela Volkswagen, dirigido pelas forças armadas alemãs na Segunda Guerra Mundial, e que continua a ser um item de colecionador e adereço de filme até hoje.

Perto, mas não exatamente. Os oficiais tailandeses estão dirigindo o Volkswagen Tipo 181 - um sucessor do Kübelwagen no pós-guerra usado tanto no mundo militar quanto no civil. Nos Estados Unidos, a Volkswagen comercializou a máquina de aparência bizarra como "The Thing" (“A Coisa”). Mas a Coisa tem uma história interessante por si só, que deve muito tanto à Guerra Fria quanto à Segunda Guerra Mundial.



Quando o Terceiro Reich se armou nos anos 30, os soldados alemães precisavam de rodas motorizadas, então Adolf Hitler se aproximou do famoso engenheiro Ferdinand Porsche para fornecer um projeto. Daí veio o Kübelwagen com tração nas duas rodas, do qual a Volkswagen fabricaria mais de 50.000.

Para colocar esse número em perspectiva, os Estados Unidos produziram mais de 600.000 jipes Willys com tração nas quatro rodas - uma indicação do nível relativamente baixo de mecanização dos militares alemães durante a guerra. Mesmo no final do conflito, muito mais soldados alemães moviam-se literalmente por cavalos de potência do que potência mecânica.



No entanto, o Kübelwagen era um veículo único e capaz, e seu fundo plano - como um trenó - ajudava a mantê-lo em movimento se os pneus afundassem em condições lamacentas. O Terceiro Reich também desenvolveu o Schwimmwagen, ou "carro de natação", uma modificação com tração nas quatro rodas do Kübelwagen capaz de flutuar. O carro de natação continha uma hélice ajustável para avançar quando estava na água.


Schwimmwagen.

Então veio o Type 181, também conhecido como "The Thing", conhecido no México como Safari e na Grã-Bretanha como Trekker. Este veículo surgiu como resultado de um projeto separado, chamado Europa Jeep, um projeto fracassado da OTAN visando desenvolver um veículo de transporte anfíbio.

O Europa Jeep nunca foi colocado em produção e, com os atrasos ocorridos na década de 1960, o governo da Alemanha Ocidental abordou a Volkswagen para produzir um veículo temporário até que o Europa Jeep estivesse pronto. A Volkswagen voltou ao design do Kübelwagen, modificou-o e desenvolveu o Tipo 181, que a montadora também comercializou como um carro inovador voltado para surfistas e off-roaders americanos - embora caro.


Tipo 181. Foto de Sven Storbeck via Wikimedia.

O Tipo 181 veio com várias diferenças importantes do Kübelwagen - os novos e mais amplos pisos vieram do Karmann Ghia, em vez do Fusca como no Kübelwagen original. O veículo da Guerra Fria tinha uma nova suspensão e um motor maior, embora tivesse pouca potência. Eles eram aproximadamente do mesmo tamanho, embora o Tipo 181 pesasse mais de 500 libras (226,7kg).


Tim Brooks, escrevendo no The National, observou que padrões mais rígidos de segurança - liderados pelo advogado do consumidor Ralph Nader em 1975 - retiraram o carro do mercado americano devido à sua quase total falta de recursos de segurança, "o que é um pouco irônico, pois foi projetado para proteger tropas na guerra.” The Thing foi vendido por apenas dois anos nos Estados Unidos em 1973 e 1974.

Outro bom recurso para todas as coisas relacionadas ao The Thing, é este vídeo do historiador de automóveis Doug DeMuro. Preste muita atenção ao interior espartano e ao telhado e janelas destacáveis.



A guerra para a qual o Tipo 181 foi projetado nunca chegou, embora os exércitos da OTAN continuassem a colocar 50.000 Tipos 181 em serviço militar. Pode até haver um futuro para o modelo além da estranheza de um colecionador, pois o gerente de marca da Volkswagen, Herbert Diess, em 2017 apresentou a ideia de trazer de volta o design como um carro elétrico, usando os termos "Tipo 181" e "Kübelwagen" de forma intercambiável.

"Não sei se você se lembra do Kübelwagen", disse Diess. "Essa Coisa é um bom carro."

No entanto, não há planos de trazer de volta o Schwimmwagen, pois uma versão totalmente elétrica desse veículo anfíbio em particular talvez seja imprudente. Mas Kübelwagens futuristas, redesenhados, mas ainda quadrados, com janelas e telhados rolando no futuro próximo seria uma peculiaridade interessante da história automotiva - como o fato de que o Tipo 181 ainda tem um lugar de honra na Tailândia.

Original: https://warisboring.com/the-thai-army-still-loves-the-successor-to-the-kubelwagen/

Nenhum comentário:

Postar um comentário