domingo, 1 de novembro de 2020

FOTO: Um T-64 sem cabeça

Veículo blindado recuperador BREM-1 segurando a torre de um T-64, mostrando o carrossel de munição típico dos carros soviéticos. (A. Khlopotov)

A posição do carrossel de munição ao redor da torre, assim como o auto-carregador, são marcas registradas dos carros de combate soviéticos (e que permaneceram nos carros russos). Esse desenho é conhecido por explosões catastróficas arrancando a torre do blindado, arremessado vários metros no ar.

Um T-72AV georgiano com a torre explodida devido à detonação da munição em Tskhinvali, Ossétia do Sul, 8 de agosto de 2008. 

O T-64 é um tanque de guerra soviético de segunda geração, introduzido no início dos anos 1960. Era uma contraparte mais avançada do T-62: o T-64 servia em divisões de tanques, enquanto o T-62 apoiava a infantaria em divisões de rifle motorizado. Ele introduziu uma série de recursos avançados, incluindo blindagem composta, um motor e transmissão compactos e um canhão de 125mm de diâmetro liso equipado com um carregador automático para permitir que a tripulação fosse reduzida a três para que o tanque pudesse ser menor e mais leve. Apesar de estar armado e blindado como um tanque pesado, o T-64 pesava apenas 38 toneladas.

Vídeo recomendado:


Bibliografia recomendada:

T-64 Battle Tank:
The Cold War's Most Secret Tank.
Steven J. Zaloga e Jan Palmer.

Leitura recomendada:

FOTO: MBT T-64 atualizado do Uzbequistão, 14 de agosto de 2020.

FOTO: T-64 destruído no aeroporto de Donetsk24 de outubro de 2020.

FOTO: T-72 venezuelano10 de fevereiro de 2020.

Carros de combate principais T-72B1MS no Laos22 de setembro de 2020.

FOTO: T-72 georgiano decapitado23 de setembro de 2020.

FOTO: Infantaria contra carros de combate6 de setembro de 2020.

FOTO: BTR-80A e M2 Bradley na Lituânia20 de fevereiro de 2020.

GALERIA: Blindados soviéticos na Suécia7 de abril de 2020.

Nenhum comentário:

Postar um comentário