sexta-feira, 2 de outubro de 2020

GALERIA: Ratissage dos Tirailleurs Argelinos na Indochina

Soldados do 22e BTA são subitamente "accrochés" ("fisgados") pelo Viet-Minh. Os tirailleurs ripostam (no centro, o atirador com um fuzil-metralhador Châtellerault 24/29 e seu municiador). O combate é tão brutal quanto rápido e terminará à arma branca, o oponente tentando romper a posição com um ataque frontal.

Por Filipe do A. Monteiro, Warfare Blog, 2 de outubro de 2020.

Operação de “limpeza” dos Giongs realizada pelo 22e BTA (22e Bataillon de Tirailleurs Algériens/ 22º Batalhão de Atiradores Argelinos), de 6 a 8 de outubro de 1950, lançada seguindo os passos de uma formação inimiga que massacrou a guarnição de um posto de observação na região de Tra Vinh, na Cochinchina.

Na região de Tra Vinh, os tirailleurs do 22e BTA revistam as ruínas de um pequeno posto de observação destruído durante a noite pelo Viet-Minh. Em primeiro plano, um tirailleur armado com a submetralhadora MAS 38.

Tirailleurs argelinos procedem à escavação dos escombros do pequeno posto de observação. Os soldados, armados com fuzis MAS 36, espetam a baioneta no chão para sondar o solo e remexer as cinzas cuidadosamente, pois a presença de armadilhas é provável.

O Major Chateaureynaud (à esquerda), chefe do 22e BTA e um dos seus quadros examinam tochas usadas pelo Viêt-Minh para incendiar a infraestrutura e encontradas intactas nas ruínas do pequeno posto ao redor de uma torre de vigia cuja fraca guarnição foi massacrada durante a noite.

Folhetos de propaganda vietnamita abandonados por um "Can Bo" (comissário político encarregado da doutrinação da população) são apreendidos pelos soldados do 22e BTA nas ruínas de um pequeno posto de observação na região de Tra Vinh, para ser encaminhado ao oficial de inteligência do batalhão.

O batalhão realizou a escavação das ruínas das torres do posto que os Viet-Minh explodiram, encontrando folhetos políticos do comissariado Viet-Minh. O batalhão avançou por arrozais e matagais até um ponto suspeito, onde teve início uma emboscada Viet-Minh violenta e muito próxima mas que foi parada de forma abrupta pela resposta dos tirailleurs, terminando em combate corpo-a-corpo. O batalhão se reagrupou, o atendimento aos feridos, investigando cadáveres Viet-Minh, e interrogando guerrilheiros Viet-Minh feitos prisioneiros. Após um momento de descanso, o batalhão fez seu penoso retorno por terreno difícil até realizar a junção com um dos REC (Régiment Étranger de Cavalerie/ Regimento Estrangeiro de Cavalaria) equipado com veículos anfíbios Weasel M29C chamados "Crabes" (Caranguejos), e finalmente seu respectivo retorno ao seu acantonamento.

Uma companhia de tirailleurs argelinos do 22e BTA avança com dificuldade por um arrozal durante a operação.

A base de fogo do grupo de combate, armada com um FM Châtellerault 24/29, despeja fogo supressor para quebrar o assalto dos Viet-Minh.

Os tirailleurs repelem um ataque frontal de elementos Viet-Minh. Um projétil (uma granada de fuzil) explode no arrozal, levantando uma coluna de água.

Os tirailleurs são assaltados frontalmente e abrem fogo para interromper o ataque dos "Du Kich" (guerrilheiros do Viet-Minh). Uma granada de fuzil francesa explode pouco antes do início do combate corpo-a-corpo.

No final do breve porém violento confronto com o Viêt-Minh, um tirailleur do 22e BTA mata a sede de um dos seus companheiros feridos. Este, deitado em uma maca e enfaixado rapidamente, conservou sua submetralhadora MAS 38 consigo.

Enquanto seus camaradas contemplam a extensão dos danos, um tirailleur do 22e BTA, armado com um fuzil MAS 36, permanece coberto e abrigado nas ruínas do pequeno posto de observação destruído, cuja fraca guarnição foi massacrada e as infraestruturas dinamitadas ou incendiadas.

Bibliografia recomendada:

Leitura recomendada:

GALERIA: Blindados Anfíbios do 1er REC na Indochina2 de outubro de 2020.

GALERIA: Largagem paraquedista em Quang-Tri durante a Operação Camargue2 de outubro de 2020.

GALERIA: Bawouans em combate no Laos28 de março de 2020.

GALERIA: Operação Chaumière em Tay Ninh com o 1er BPVN16 de junho de 2020.

GALERIA: Operação de limpeza com blindados em Tu Vu25 de abril de 2020.

FOTO: Um M24 Chaffee no Tonquim9 de julho de 2020.

O que um romance de 1963 nos diz sobre o Exército Francês, Comando da Missão, e o romance da Guerra da Indochina12 de janeiro de 2020.

Nenhum comentário:

Postar um comentário