sexta-feira, 7 de fevereiro de 2020

Forças especiais russas mostram aos alunos da quinta série como enfrentar multidões

(Zlattv.ru)

Do jornal The Moscow Times, 29 de dezembro de 2019.
Tradução Filipe do A. Monteiro, 7 de fevereiro de 2020.

Uma unidade de forças especiais demonstrou suas habilidades de combate corpo-a-corpo a estudantes do ensino fundamental na Rússia central na semana passada, provocando indignação entre os pais, informou uma emissora de televisão local.

Os guardas do serviço prisional que usavam capacetes e escudos de proteção mostraram aos alunos da quinta série como atacar um inimigo imaginário em um auditório escolar na cidade de Zlatoust, na região de Chelyabinsk, como visto em um segmento de notícias do canal local, TV Zlat. A maioria dos pais das crianças não foi informada com antecedência da manifestação e inundou a escola com ligações depois de ver a reportagem.

Durante a exibição, o líder da unidade é visto ordenando que seus subordinados mostrem aos alunos reunidos como atacar em diferentes posições, enquanto uma faixa com a inscrição "vida pela pátria, honra a ninguém!" é vista na parede.

Críticos chamaram demonstrações semelhantes de poder militar para jovens russos de uma tentativa equivocada das autoridades de criar uma base leal de futuros eleitores.

"Acredito que demonstrações de força física contra os cidadãos não podem de forma alguma arraigar o patriotismo e o amor pela pátria", escreveu a deputada local Olga Mukhometyarova em um post de mídia social na segunda-feira.

O gabinete do prefeito de Zlatoust ligou para o diretor da escola para descobrir as circunstâncias da manifestação, informou o site de notícias Podyom da Rússia, depois que os canais nacionais publicaram segmentos sobre o vídeo.

No início deste mês, crianças em idade escolar na cidade receberam exibições de manuseio de fuzil e luta por garotos e moças usando camisetas com o logotipo do Ministério de Situações de Emergência.

Mais recentemente, as unidades policiais da república do Tartaristão recrutaram alunos do nono ano para se apresentarem como manifestantes em uma demonstração de táticas de dispersão de multidões. A polícia disse que estava investigando o incidente, que foi filmado na sexta-feira passada.

"O país inteiro está discutindo como a polícia do Tartaristão praticou dispersar comícios com crianças em idade escolar", escreveu Mukhometyarova.

"[Agora nossa] região também se destacou", acrescentou.

Original: https://www.themoscowtimes.com/2019/12/23/russian-special-forces-show-fifth-graders-how-beat-crowds-a68723

Nota do Tradutor: Esse tipo de comportamento não é novidade na Rússia. Com o fim da URSS em 1991, com a ideia do "patriotismo se esvaindo diante do perverso capitalismo", vários grupos russos de treinamento paramilitar para jovens foram criados - primeiro de forma natural, e depois apoiados ativamente pelo estado - emulando as antigas turmas de desportos da era soviética (que serviam de preparação militar antes dos 18 anos). O documentário à seguir mostra alguns desses grupos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário