quarta-feira, 9 de setembro de 2020

VANTAGE ARMS SIX12 . Uma compacta e moderna espingarda de combate.

FICHA TÉCNICA
Tipo: Espingarda de combate.
Miras: Diversas a ser montadas no trilho picatinny.
Peso: 2,1 Kg (estimado com carregador vazio).
Sistema de operação: Dupla ação
Calibre: 12.
Comprimento Total: 77,5 cm (versão com coronha)
Comprimento do Cano: 22 polegadas (versão com coronha) .
Capacidade: 6 Cartuchos.

DESCRIÇÃO
Por Carlos Junior
Nas paginas do WARFARE Blog o leitor tem encontrado diversas matérias sobre armas de fogo, muitas delas tratando de descrever espingardas em calibre 12. Eu costumo procurar apresentar modelos menos conhecidos de tipos de espingardas para que o caro leitor tenha uma visão de quão variável esse segmento de arma de fogo pode ser, além daquelas clássicas espingardas de repetição por ação de bomba (pum action). 
Como, praticamente, todos os projetos de armas de fogo modernos, a modularidade é um dos elementos chave no projeto da SIX12.
A espingarda que é a enfocada desta matéria é um desses caso "exóticos" mas bastante interessante de espingarda de repetição que foge do "normal" no universos das espingardas. A SIX12, desenvolvida pela empresa norte americana Vantage Arms, é uma arma que pode ser enquadrada como uma espingarda bullpup (tem seu mecanismo na parte de trás da empunhadura, o que por sua vez já pode ser considerado como algo diferente em uma espingarda, mas a principal característica que chama a atenção para a SIX12 é seu sistema de repetição que usa um "tambor" de 6 tiros como carregador, de forma similar a um tradicional revolver e um gatilho que funciona por ação dupla (também como num revolver moderno).
Na foto de cima, podemos ver como a SIX12 é montada no guarda mão de um fuzil da plataforma AR, no caso uma M-4, enquanto que a foto de baixo vemos a configuração autônoma.
Agora, diferente de um revolver de ação dupla, o tambor da SIX 12 desmonta da arma  permitindo que o operador transporte vários tambores com cartuchos diferentes, o que torna sua operação mais flexível e também agiliza o recarregamento.
O módulo contendo mecanismo de gatilho, tambor (carregador) e cano pode ser instalado em um trilho MIL-STD-1913 no guarda mão de um fuzil, permitindo que o operador tenha a disposição uma espingarda e seu fuzil no mesmo armamento. Para operações em ambiente urbano ou em uma ação de contenção de distúrbio publico, essa combinação é bastante útil. Para se ter uma espingarda completa, basta remover o modulo do gatilho, carregador e cano do fuzil e instalar o trilho picatiny,  a coronha e pronto, você terá uma espingarda de repetição rápida a disposição.
Nessa interessante foto, pode-se observar a simplicidade do projeto da SIX12 que lhe permite adaptações como troca de canos, montagem sob outros armamentos, etc.
Um equipamento interessante e pouco usual nessa categoria de arma é o supressor de ruido, ou "silenciador" como mencionado de forma inadequada em filmes "hollywoodianos", que pode ser instalado na SIX12. Embora haja um espaço entre a câmara e o cano, como num revolver, o que torna a redução do ruido algo bastante problemático, porém, ainda sim, trás alguma redução que pode melhorar o conforto do operador quando dispara o barulhento cartucho 12.
A arma é fabricada com a maioria de suas partes em polímero (incluindo seu tambor) o que ajuda na redução do peso total desta moderna espingarda.
Com uma aparência mais "maciça" esta SIX12 está equipada com um supressor de ruido, algo bastante incomum em uma espingarda, principalmente que usa.
A SIX12 pode causar algum espanto ao leitor que tiver vendo, pela primeira vez, esse modelo, principalmente quando montada sob um guarda mão de um fuzil. A impressão de uma grande arma pode "estalar" na mente do aficionado por armas de fogo. Eu sou um fã de armas de fogo com design futurista, e depois de ler bastante sobre essa espingarda e analisar sua ergonomia, tanto na versão autônoma, quanto na versão lincada em um fuzil, cheguei a conclusão que sua funcionalidade se dá mais no âmbito civil e policial. Para um civil que queira proteger sua residência, ele terá uma espingarda com um prático sistema de recarga e facilidade em disparar rapidamente, caso seja necessário, enquanto que um policial poderá adaptar-se melhor às situações tipicas da confrontação com marginais em um ambiente urbano. Não consegui perceber vantagem relevante para o uso militar, (com exceção por forças especiais). Mas fica aqui mais uma apresentação de um modelo de espingarda inovador em um segmento que já está bastante amadurecido como o das espingardas de combate.
Com acabamento em madeira, a Vantage Arms, também focou em um público que faz uso esportivo de armas de fogo.







3 comentários:

  1. Bom dia. Matéria TOP. Só não entendi a parte do vídeo onde as partes da calibre 12 são montadas no chassi do fuzil, onde foi montado um cano mais longo. No caso, o cano que seria utilizado seria o do fuzil ou era outro cano longo para utilização do calibre 12?

    ResponderExcluir
  2. Boa noite Samuel. Obrigado! O cano da espingarda 12 é o de baixo, quando montado no fuzil. Ocano do fuzil não é compartilhado com o da espingarda.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia. Obrigado por sua atenção, em nos responder.

      Excluir