sábado, 25 de janeiro de 2020

Tensões crescem entre forças americanas e russas no nordeste da Síria

Helicópteros Blackhawk estacionados em uma base militar dos EUA em local não revelado no leste da Síria, segunda-feira, 11 de novembro de 2019.

Por Sirwan Kajjo, Voa News, 21 de janeiro de 2020.
Tradução Filipe do A. Monteiro, 25 de janeiro de 2020.

WASHINGTON - Uma patrulha militar americana impediu um comboio militar russo de usar uma estrada principal no nordeste da Síria, em meio a crescentes tensões entre os dois lados, disseram relatórios locais.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos, um monitor de guerra que tem pesquisadores no país, informou na terça-feira que as forças americanas não permitiram que veículos militares russos usassem uma estrada principal entre duas cidades curdas no nordeste da Síria.

O comboio russo estava tentando chegar a uma passagem de fronteira entre a Síria e o Iraque que está sob o controle das Forças Democráticas Sírias (SDF), apoiadas pelos EUA, acrescentou o Observatório.

Depois que as forças armadas turcas e as milícias aliadas da Síria lançaram uma ofensiva contra combatentes do SDF em outubro de 2019, a Rússia, um firme defensor do regime do presidente sírio Bashar al-Assad, interveio para aumentar sua presença militar no nordeste da Síria, após uma decisão dos EUA de retirar tropas de partes da área de fronteira entre a Síria e a Turquia.

Após pressão crescente do Congresso americano e aliados estrangeiros dos EUA, o presidente Donald Trump decidiu manter cerca de 500 tropas americanas na área para proteger os campos de petróleo da região e impedir que as tropas do Estado Islâmico e do regime sírio os acessassem.

Agora, tanto os EUA quanto a Rússia têm postos militares em toda a região.


Patrulha turca e russa é vista perto da cidade de Darbasiyah, Síria, em 1º de novembro de 2019.

Tensões crescentes
O incidente na terça-feira é parte de uma série de incidentes semelhantes que ocorreram nos últimos dias entre as duas potências sobre a sua presença na Síria, disseram fontes locais. 

"Este é o terceiro incidente que ocorreu dentro de uma semana", disse Nishan Mohammad, um repórter local que disse ter testemunhado outro impasse recente entre tropas americanas e russas no nordeste da Síria.

"Eu estava lá no fim de semana passado, quando soldados americanos pararam veículos militares russos e os forçaram a voltar para sua base", disse ele à VOA em uma entrevista por telefone na terça-feira.

Parece que os EUA querem limitar a presença russa em certas partes do nordeste da Síria, acrescentou Mohammad.

Contactados pela VOA, os funcionários da SDF se recusaram a comentar o assunto, citando a sensibilidade do assunto. 

Autoridades dos EUA e da Rússia não reagiram imediatamente a esse desenvolvimento.

Reafirmando a autoridade de Assad

O nordeste da Síria está sob o controle das forças curdas desde 2012, depois que as tropas do regime sírio se retiraram para se concentrar no combate às forças rebeldes em outros lugares do país devastado pela guerra.

Agora que as tropas sírias estão no controle da maior parte do território antigamente controlado pelos rebeldes, especialistas afirmam que os recentes movimentos da Rússia no nordeste da Síria são uma tentativa de reafirmar a autoridade do governo sírio naquela região".

O objetivo claro da Rússia é restabelecer a autoridade do regime (sírio) na região curda”, disse Radwan Badini, especialista em Síria que ensina jornalismo e política na Universidade de Salahaddin, em Irbil, no Curdistão iraquiano.

Ele disse à VOA que tais provocações da Rússia não renderão nenhum resultado a favor de Moscou, já que o nordeste da Síria é de importância estratégica para os EUA em sua guerra contínua contra o Estado Islâmico.

"Os americanos não desistirão desta parte da Síria", disse Badini, observando que "além de seus campos de petróleo, o nordeste da Síria representa uma profundidade estratégica para os EUA e seus aliados continuarem seus esforços de contraterrorismo no leste da Síria".

Original: https://www.voanews.com/extremism-watch/reports-tensions-grow-between-us-russian-forces-northeast-syria?fbclid=IwAR3SsTlbBrTx_KCFcpskkumUpRWVR_QVpDYg0MVdBQ6YKb8ojxt-ixCDqEI

Nenhum comentário:

Postar um comentário