sexta-feira, 3 de abril de 2020

Galeria: Tanques Valentine no serviço soviético

Tanques de Infantaria Mk. III Valentine II saídos da fábrica  na Inglaterra, prestes a serem enviados para a URSS outono de 1941. A placa diz "Toda ajuda para a Rússia agora!".

Durante a guerra, e especialmente nos primeiros anos, os aliados ocidentais forneceram à União Soviética vultoso auxílio material, militar e de primeira necessidade, sob o sistema de Lend-Lease (Empréstimo e Arrendamento). Estes Valentines enviados em 1941 lutaram na Batalha de Moscou (2 de October de 1941 – 7 de janeiro de 1942), quando os soviéticos lançaram tudo o que tinham na defesa da sua capital.


Saída do primeiro Valentina para a União Soviética, 28 de setembro de 1941.




Desembarque de tanques Matilda na União Soviética em 1941.
Os Matildas não fizeram tanto sucesso entre os soviéticos quantos os Valentines.

O Valentine foi criticado pelos soviéticos por sua baixa velocidade e canhão anêmico, mas era bem quisto devido ao seu tamanho reduzido, confiabilidade e boa proteção blindada. O Comando Supremo soviético pediu que a produção do Valentine continuasse até o fim da guerra, servindo aos soviéticos em funções de segunda linha. Em agosto de 1945, o 267º Regimento de Tanques equipado com 40 Valentines III e IX avançou do leste do Deserto de Gobi através das montanhas do Grande Khingan até Kalgan, na Mongólia Interior, dentro da China.





Valentine soviético sob fogo.
Valentine Mk IX soviético na Ofensiva do Dnieper, 1943.

Valantine com o típico costume soviético dos "tank desant", infantaria pegando carona em tanques.

Valentine destruído com o grito de guerra "Por Stálin!".

Valentine destruído em fevereiro de 1944.

Valentine da 3ª Frente Bielo-Russa entrando em Vílnius, capital da Lituânia, em julho de 1944.  

Soldado alemão inspecionando um Valentine completamente destruído.

Valentine destruído com o típico grito de guerra "Za Stalina!" (Por Stálin!).
Valentine soviético com camuflagem de inverno.

Valentine VII fabricado no Canadá em serviço na União Soviética.

Tanquistas soviéticos com Valentines.


Leitura recomendada:

Tanques soviéticos do Empréstimo e Arrendamento na Segunda Guerra Mundial, Osprey Publishing.

Nenhum comentário:

Postar um comentário