segunda-feira, 27 de abril de 2020

VÍDEO: O documentário "Planeta dos Humanos" faz com que o esquerdista Michael Moore caia em desgraça no tribunal ecológico


Por muitos anos um favorito da esquerda internacional, o ativista de populismo esquerdista Michael Moore recentemente caiu em desgraça por desviar da narrativa da militância ecológica: o seu novo documentário "Planet of the Humans" (Planeta dos Humanos), mirando questionar a má liderança na "luta contra a mudança climática" (não era aquecimento global?) mas que acaba refutando a narrativa ecologista mostrando que, longe de um futuro distópico de poluição, o capitalismo está na verdade limpando cada vez mais o meio ambiente. 

Uma coisa que realmente incomoda o "movimento" ambientalista é o fato que Terra ficou mais verde nos últimos anos. O ex-ecologista Wesley J. Smith escreveu no livro The War on Humans (A Guerra contra os Humanos, 2014), o ambientalismo tornou-se cada vez mais anti-humano, tanto em suas políticas propostas - como as que reduziriam a vitalidade econômica e impediriam a prosperidade humana - quanto em seu objetivo de reduzir a população humana.

Em mais um exemplo do agravamento extremista dos militantes ecológicos, Moore foi imediatamente repudiado e forçado a se pronunciar - "sempre fui um ecologista a minha vida toda". Não contentes, os militantes agora exigem que o documentário, publicado abertamente no Youtube, seja retirado, em mais nova afronta à liberdade de expressão e demonstração de afetação ditatorial do movimento ambientalista; cada dia mais extremista e anti-humano.

O documentário pode ser visto na sua integralidade abaixo:



Leitura recomendada:

Agravamento da infecção anti-humana pelo ambientalismo17 de fevereiro de 2020.

Recrutamento de Agentes Terroristas Ecológicos no Ocidente17 de fevereiro de 2020.

FOTO: Operador CQB da Heckler & Koch USA29 de janeiro de 2020.

FOTO: Patrulha urbana pós-apocalíptica25 de abril de 2020.

Nenhum comentário:

Postar um comentário