domingo, 26 de abril de 2020

GALERIA: A 4ª Divisão Blindada "Cavaleiros do Egito"


Por Filipe do A. Monteiro, Warfare Blog, 26 de abril de 2020.

A 4ª Divisão Blindada "Cavaleiros do Egito" foi a primeira divisão de tanques do Exército Egípcio, criada em 1956 por Nasser, e equipada com os blindados T-34/85 e SU-100 soviéticos fornecidos através da "Conexão Tcheca". A 4ª era considerada a melhor unidade do exército egípcio, e o seu deslocamento do Delta do Nilo para o Sinai, cruzando o Canal de Suez, alertou Israel sobre a intenção do Egito de entrar em guerra e assim Tel Aviv iniciou o ataque preventivo de 1967.

O histórico de batalha dos "Cavaleiros do Egito" é típica dos árabes no século XX: destruída durante as retiradas do Sinai em 1956 e em 1967, cercada e derrotada pelos israelenses no Egito africano, à oeste do Canal de Suez, na Guerra do Yom Kippur em 1973.


Nasser afirmou que o Egito perdeu 80% do seu material militar terrestre na Guerra dos Seis Dias (1967) e equipou suas unidades blindadas com os mais modernos T-55 e T-62, que viram serviço no Yom Kippur. Em 1987 a 4ª Divisão Blindada recebeu os primeiros M60A3 americanos, que viram serviço limitado na Guerra do Golfo como parte do avanço da Coalizão em direção ao Kuwait, em 1991.

Atualmente, os "Cavaleiros do Egito" são equipados com carros de combate M1A1 Abrams, obuses auto-propulsados M109A5, lançadores múltiplos de foguetes Sakr-45 e blindados de transporte M113; equipando duas brigadas blindadas, uma mecanizada, e vários batalhões de apoio de comunicações, engenharia, reconhecimento e demais funções de apoio - somando mais de 12.500 homens. Seu lema é "Fé, Força, Vitória".


Das 4 divisões blindadas egípcias atuais, 3 usam o M1A1 Abrams e a outra usa o M-60A3. Os velhos blindados soviéticos T-55 e T-62 são usados no apoio às formações de infantaria. Recentemente o Egito recebeu blindados T-90 russos, fazendo assim com que o Egito, assim como o Iraque, opere os Abrams americanos e os T-90 russos ao mesmo tempo.


Leitura recomendada:

FOTO: Blindados abandonados no Sinai, 12 de março de 2020.

A Arábia Saudita tem o melhor equipamento militar que o dinheiro pode comprar - mas ainda não é uma ameaça para o Irã11 de abril de 2020.

A Esparta no Golfo: a crescente influência regional dos Emirados Árabes Unidos2 de fevereiro de 2020.

As forças de tanques da Rússia tiveram um despertar muito rude na Síria7 de fevereiro de 2020.

PERFIL: Khalid Bin Sultan Bin Abdulaziz Al Saud, príncipe Khalid bin Sultan, Arábia Saudita19 de janeiro de 2020.

Israel provavelmente enfrentará guerra em 2020, alerta think tank1º de março de 2020.

Mausers FN e a luta por Israel23 de abril de 2020.

Nenhum comentário:

Postar um comentário