Mostrando postagens com marcador Metralhadoras. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Metralhadoras. Mostrar todas as postagens

domingo, 28 de fevereiro de 2021

GALERIA: Treinamento de tropas da Alemanha Ocidental em 1959

Por Filipe do A. Monteiro, Warfare Blog, 28 de fevereiro de 2021.

Treinamento de tropas da Alemanha Ocidental em 1959, fotografados para a LIFE Magazine pelo fotógrafo James Whitmore.

O exército alemão ocidental foi recriado em 12 de novembro de 1955, em meio à muita controvérsia devido ao passado recente, mas diante do imperativo de impedir a dominação soviética da Europa Ocidental. Por essa razão, o novo exército foi proibido o uso de capacetes de aço M35 (usados pelos guardas de fronteira, no entanto) e sendo equipados com os capacetes americanos M1. Os soviéticos já haviam criado uma força militar alemã logo no pós-guerra na forma da Volkspolizei em 31 de outubro de 1945, com o termo "polícia popular" um mero eufemismo.

Os soldados alemães estão armados com fuzis G1 (FN FAL de fabricação belga), que substituíram os M1 Garand, e metralhadoras MG1 e MG2 (MG42 recalibrada em 7,62mm OTAN).




































O fotógrafo James Whitmore.

Bibliografia recomendada:


Leitura recomendada:

GALERIA: A revolta anti-comunista na Alemanha Oriental de 1953, 26 de fevereiro de 2020.

VÍDEO: Alemanha Ano Zero19 de maio de 2020.

Preocupações do Pacto de Varsóvia: A Polônia e Alemanha Oriental não eram exatamente os melhores dos "aliados"8 de abril de 2020.

VÍDEO: A vida na Alemanha Oriental 1945-198923 de outubro de 2020.

O identidade da Stasi do Putin foi encontrada em arquivo alemão11 de março de 2020.

FOTO: Fuga de Berlim Oriental2 de setembro de 2020.

FOTO: Diensteinheit IX, unidade especial da Alemanha Oriental5 de março de 2020.

FOTO: Manobra na Alemanha ocupada, 2 de outubro de 2020.

FOTO: 48º aniversário do GSG-9, 26 de setembro de 2020.

FOTO: O Exército Federal da Áustria, 11 de agosto de 2020.

domingo, 14 de fevereiro de 2021

FOTO: Paraquedistas venezuelanos marchando com a sub Hotchkiss

Paraquedistas venezuelanos marchando no desfile do Dia da Independência em Caracas, capital da Venezuela, em 5 de julho de 1955. (FAV-Club)

Por Filipe do A. Monteiro, Warfare Blog, 13 de fevereiro de 2021.

Os soldados do destacamento escola dos paraquedistas da Força Aérea Venezuelana marcham em ceelbração ao Dia da Independência, em 5 de julho de 1955. A data celebra quando a Junta de Caracas estabeleceu um congresso de províncias, e este Congresso declarou a independência da Venezuela em 5 de julho de 1811, estabelecendo a República da Venezuela.

O paraquedista da centro-direita claramente porta uma raríssima submetralhadora dobrável Hotchkiss Tipo Universal, de fabricação francesa pela Societé des Armes à Feu Portatives Hotchkiss et CieA dobragem dessa arma não era meramente da coronha, mas de todo o armamento como um cubo, inclusive com a retração do cano. A Venezuela foi um dos raros países a comprar a Hotchkiss Universal. Imagens do golpe militar de 1958 mostram a Hotchkiss Universal em ação.

Especificações técnicas

  • País de origem: França.
  • Operação: ação de recuo dos gases.
  • Princípio: ferrolho aberto.
  • Munição: 9x19mm Luger/Parabellum.
  • Peso descarregada: 3,43kg (7,56lbs)
  • Comprimento com a coronha aberta: 776mm.
  • Comprimento com a coronha dobrada: 540mm.
  • Comprimento com a coronha totalmente dobrada: 440mm.
  • Comprimento do cano: 273mm (10,74in).
  • Capacidade do carregador: 32 tiros.
  • Alimentação: carregador metálico tipo cofre.
  • Cadência de tiro: 650rpm.
  • Alcance efetivo: 150-200m.
  • Alça de mira: dobrável de 50 e 150 metros.
  • Massa de mira: coberta.
  • Variantes: semi-automática e automática.

Desdobrada e dobrada.

Vídeo recomendado:


Bibliografia recomendada:

Chassepot to FAMAS:
French Military Rifles 1866-2016.
Ian McCollum.

Leitura recomendada:

GALERIA: Armas do golpe militar na Venezuela em 195811 de fevereiro de 2021.

GALERIA: Ativação do Comando de Operações Especiais venezuelano30 de agosto de 2020.

Selva de Aço: A História do AK-103 Venezuelano13 de fevereiro de 2021.

Armas vietnamitas para a Argélia14 de dezembro de 2020.

FOTO: O jovem cadete Hugo Chavez27 de março de 2020.

FOTO: Sniper com baioneta calada9 de dezembro de 2020.

FOTO: Fuzis SKS capturados1º de janeiro de 2021.

terça-feira, 22 de dezembro de 2020

FOTO: Comando francês com uma MG34 capturada

Tenente Senée da Tropa nº 6 (Francesa) posando com uma MG34 capturada na cabeça-de-ponte no rio Orne, Normandia, em junho de 1944.
O Tenente Senée se distinguiria no comando da Seção nº 1 da Tropa nº 6 durante combates de rua em Flushing, em 1º de novembro de 1944; ele seria morto em combate anos depois na Indochina.

Por Filipe do A. Monteiro, Warfare Blog, 22 de dezembro de 2020.

Durante a Operação Overlord, as Tropas nº 1 e 8 francesas foram incorporadas ao Comando nº 4 (No. 4 Commando, Ten-Cel Dawson) como Tropas nº 5 e 6 respectivamente, sob a 1ª Brigada de Serviço Especial (1st Special Service Brigade, Lord Lovat).

No Dia D, a 1ª Brigada de Serviço Especial do Lord Lovat esteve sob o comando da 6ª Divisão Aerotransportada britânica. O objetivo do Comando nº 4 (No.4 Cdo) era atacar uma bateria de costa com 6 canhões em Ouistreham na margem leste do rio Orne e do Canal de Caen,  na extrema esquerda da Praia Sword (Sword Beach); os 177 franceses foram encarregados do ataque ao ponto forte do Cassino Bella Riva no sul da bateria.

Desembarcando às 7:32h do dia 6 de junho de 1944 na praia Queen Red em La Breche, as tropas francesas realizaram o assalto que foi retratado no filme "O Mais Longo dos Dias" (The Longest Day, 1962).

O aguardado contra-ataque alemão se materializou pesadamente no dia 8, com artilharia, snipers e unidades de reconhecimento. Os comandos franceses sofreram pesadamente de fogo de snipers e morteiros; os comandos ouviram a aproximação de dois panzers e o Major Kieffer moveu todos os seus PIAT para engajar a ameaça. Duas companhias alemãs do Infanterie-Regiment 857 da 346. Infanterie-Division lançaram um ataque contra as posições francesas com o objetivo de romperem a linha e atingirem o Orne, com a cabeça-de-ponte sendo colocada sob pressão crescente. O combate atingiu a distância do corpo-a-corpo, o Cabo Laot lutou com três alemães e matou dois antes de ser baionetado. Patrulhas alemãs continuaram sondando agressivamente as posições francesas durante o dia 9 de junho. O Major Kieffer foi evacuado depois que seus ferimentos tornaram-se sépticos e o Tenente Lofi assumiu o comando.

No dia 10, os alemães lançaram o primeiro de vários ataques pesados contra a 1ª Brigada de Serviço Especial, atingido o No. 6 Cdo próximo a Bréville e então o No. 4 Cdo em Hauger. O próximo caiu sobre o No. 3 Cdo, seguido por um ataque contra os franceses no centro. A luta intensa atingiu novamente o combate aproximado, com tanques Panzer IV da 21. Panzer-Division infiltrando o perímetro. O combate continuou intensamente por todo o dia, mas a cabeça-de-ponte foi mantida. Até então, os comandos franceses haviam perdido 7 mortos e 22 feridos, com 70 homens ainda de pé. Durante a noite uma patrulha francesa ocupou a encruzilhada de Écarde para impedir incursões do Infanterie-Regiment 744 vindo do oeste.

Bibliografia recomendada:


Leitura recomendada:

FOTO: O mais novo voluntário da Legião Francesa de Voluntários contra o Bolchevismo, 18 de dezembro de 2020.

PINTURA: Assalto anfíbio soviético nas Ilhas Curilas24 de novembro de 2020.

FOTO: Soldado russo da Wehrmacht31 de outubro de 2020.

FOTO: Soldados Soviéticos nas ruínas do Reichstag2 de dezembro de 2020.

GALERIA: Manobra dos comandos navais no Tonquim9 de outubro de 2020.

FOTO: Fuzileiro naval no Reservatório de Chosin

Um fuzileiro naval americano carrega sua metralhadora Browning 1919 durante o inverno congelante coreano durante a Batalha do Reservatório de Chosin, em dezembro de 1950.

Bibliografia recomendada:


Leitura recomendada:

Mitos e equívocos: o "ping" do M1 Garand18 de dezembro de 2020.

FOTO: Prisioneiros americanos no rio Yalu, 9 de novembro de 2020.




FOTO: Filipinos na Coréia14 de março de 2020.

quarta-feira, 17 de junho de 2020

FOTO: Armamentos capturados na Coréia

Soldado de 1ª Classe Julias Van Den Stock, da Companhia A, 32ª Equipe de Combate Regimental, 7ª Divisão de Infantaria do Exército dos Estados Unidos na Colina 902 (Hill 902) próxima a Ip-Tong, na Coréia, em 25 de abril de 1951.

Ele está armado com uma carabina M1 ou M2 com o bocal de granadas em uma posição chinesa capturada. Ao seu lado uma metralhadora leve DP-28 soviética. Os comunistas chineses eram equipados majoritariamente com armamento soviético, além de sobressalentes de guerra japoneses e americanos.


Bibliografia recomendada:

A Guerra da Coréia: Nem Vencedores, Nem Vencidos.
Stanley Sandler.

Leitura recomendada:

FOTO: Filipinos na Coréia14 de março de 2020.






sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

FOTO: Soldado israelense com fuzil-metralhador em 1948

Soldado do 7º Pelotão, 10ª Companhia da Juventude Operária, 3º Batalhão Hachsharot, Brigada Yiftach, em um posto de vigia no Kibbutz Misgav Am na fronteira com o Líbano, em 1948.

Por Filipe do A. Monteiro, Warfare Blog, 17 de janeiro de 2020.

Ele está armado com o FM (Fuzil-Metralhador) MAC 24/29 (MAC é o acrônimo para Manufacture d'Armes de Châtellerault). Pelo menos 200 FMs MAC 24/29 estavam em serviço com as Forças de Defesa de Israel, e possivelmente mais do que isso antes da formação das FDI/IDF. Um manual de campanha escrito ou traduzido datado de 1942 pelo Haganah ("Força de Defesa") refere-se ao MAC 24/29 como "מקלע צרפתי שטו", ou seja, "Metralhadora francesa château", uma tradução errada de "Châtellerault".

Vídeo recomendado:


Leitura recomendada:

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

US ORDNANCE INC M-60. A metralhadora mais famosa de Hollywood


FICHA TÉCNICA
Tipo: metralhadora média
Sistema de operação: Tomada de gases
Calibre: 7,62 X 51 mm
Capacidade: Cinta de munição M13
Peso: 10,5 Kg
Comprimento Total: 1,07 m (M-60). 94 cm (M-60 E4)
Comprimento do Cano: 56 cm (M-60) .
Miras: Massa fixa; Alça regulável, Miras ópticas podem ser instalados
Velocidade na Boca do Cano: 853 m/seg.
Cadência de tiro: 550 tiros/ min